marca vermelha png.png

O artivismo foi um caminho que se impôs na minha vida. Em 2011 recebi o diagnóstico hiv+, o que aprofundou uma jornada de cura e criou igualmente uma expansão no meu caminho profissional. A arte e a dança têm sido caminhos valiosos para ressignificar essa jornada: ser capaz de assumir a minha condição de saúde e ativismo, ajudou-me a integrar a experiência de coexistência com o vírus e tornou-se uma forma de transformar esse desafio em um recurso, de transformar a minha vulnerabilidade em força, para mim e outres.

Os meus focos de ação entrelaçam a temática do hiv, o vírus como metáfora e transformação social, a importância da aceitação e valorização da diferença. No meu trabalho, defendo não apenas a causa do hiv/ sida, defendo os direitos das mulheres e os direitos humanos. O que me move é a construção de um espaço de diversidade, através da dissolução da opres-

-são, rejeição, culpa, moralismo, negação do prazer e invisibilidade associada a determinados corpos e experiências de mundo.

Acredito que só a proximidade e diálogo podem dissolver o medo e o preconceito. Por isso, a visão de inclusão em que acredito vai para além dos “guetos” em que muitas vezes os projetos inclusivos se tornam. O que proponho é um trabalho com grupos realmente diversos, juntando público em geral com comunidades marginalizadas, acreditando que essa é a única forma de estimular a empatia. Acredito no processo criativo em dança como um contexto importantíssimo para desenvolver este trabalho, uma vez que, muitas vezes, existem determinadas atitudes que ainda não são conscientes, mas já surgem por meio de nossos corpos em movimento. Por isso, defendo o potencial do processo criativo em dança para a construção de um mundo mais receptivo às diferenças.

Coletivo VIRAL

Fundado por Teresa Fabião, Paula Lovely / Paolo Gorgoni e Luca Modesti, o VIRAL é o primeiro coletivo artivista em Portugal em torno do tema HIV/ SIDA. Suas ações celebram a visibilidade -e reivindicam a centralidade- das pessoas que vivem com HIV e reconstroem o imaginário coletivo em torno do HIV/ AIDS por meio das artes. As ações do VIRAL são desenvolvidas por artistas que vivem com HIV e cidadãos das mais diversas áreas que entendem que o HIV é assunto de todes. Aberto a novos membros e colaborações.
publico.pt

Captura de tela 2021-12-21 154211.png

Workshops
Arte para a Diversidade

Workshops que cruzam movimento, artes expressivas, consciência corporal e práticas de autocuidado. Dirigidos ao público em geral, diferentes comunidades marginalizadas, a contextos de reabilitação, organizações comunitárias, centros de saúde mental, asilos, instituições médicas, entre outros.

Intervenções Urbanas

Flashmobs performáticos, Dança comunitária & Outros formatos

Neste video, o ritual comunitário Dança Planetária,

dinamizada para 40 pessoas em Espanha

Entrevista RTP3

Lançamento do IMUNE, projeto comunitário sobre o vírus como um motor de transformação social.

Entrevista SIC

Participação no programa Curto Circuito apresentando o projeto comunitário IMUNE.

Entrevista Gerador

Entrevista para o principal meio de comunicação de cultura em Portugal sobre o artivismo de Teresa e a estreia da performance UNA.
gerador.eu

Captura de tela 2021-12-21 155919.png

Conversa
"Comunidade e Imunidade:
o vírus é inocente"

Com moderação pelo ator e dramaturgo Ronaldo Serruya, conversa no contexto do Ciclo +positHIVe, projeto pelo Museu Digital de Arte Contemporânea ´Vozes Diversas´.
instagram.com

LIVE Comunidade e Imunidade.jpg

Palestra no evento
Seres Vulneráveis
no MAAT/Lisboa

Num programa organizado por Andrea Bagnato e Ivan L. Munuera, vários artistas e ativistas juntam-se para contextualizar e questionar as transformações materiais, políticas e performativas enfatizadas pela pandemia.
youtube.com

3- Palestra Seres Vulneráveis.jpg

Mesa redonda
"Cartas para Derrubar Muros"

Conversa sobre os atravessamentos entre arte & hiv, com Lucas Koester (organização), Carué Contreiras, Franco Fonseca e Teresa Fabião, moderada por Dadado de Freitas e Ronaldo Serruya.

Coquetel Com Elas

Conversa sobre o percurso de Teresa Fabião como mulher artista vivendo com hiv, moderada por Vanessa Campos e Rafuska Queiroz.

Tertúlias Feministas Sobre Prazer & Sexualidades

Organizada pela Gentopia - Associação para a Diversidade e Igualdade de Género, Conceição Nogueira (moderação), com Carmo Gê Pereira, Teresa Fabião, Cristina Mesquita de Oliveira e Dani Bento.
Uma conversa sobre descolonização do Prazer, sobre desaprender, re-aprender, sobre como manter o Prazer no caminho de ativismo.

@gentopia.adig

Captura de tela 2021-12-21 162621.png

Artigo Jornal PÚBLICO

Conheça um pouco do percurso de Teresa, da sua jornada de cura com o hiv e dos seus primeiros passos no ativismo.
publico.pt

Captura de tela 2021-12-22 151338.png

Campanhas

Diferentes conteúdos de um ativismo, educação para a cidadania e saúde preventiva, focado no tema do HIV/SIDA.

#ConMasAmorQueMiedos
MarzoFeminista/Espanha

Conheça algumas questões relativas à experiência da mulher que vive com hiv.
mujeresvihvas.org

Mais MAor que miedos.jpg

Formação para Médicos

“Medicina em Primeira Pessoa” (Universidade do Minho)
med.uminho.pt

5- Formação para Jovens médicos.jpg

Formação para Jovens

Sexo sem Preconceito Rede Ex-Aequo