marca laranja png.png

UNA

  • Instagram
  • Facebook

Performance transdisciplinar work in progress sobre o hiv, baseada em questões biográficas, biomédicas e sociopolíticas.
A partir de uma dramaturgia com base em metáforas e estados corporais, explora processos de transformação movidos pela coexistência com o vírus hiv. A ideia é expandida através de entrevistas a quem convive com o vírus e de histórias de resiliência de outros corpos, na busca de uma perspectiva multivocal, capaz de abordar a complexidade do assunto.

Como corporificar o invisível?

Como falar do tabu?

Como mover

e desconstruir preconceitos?

 

 

Uma performance crua, que discute temas sociais como discriminação, opressão e a resiliência dos corpos em diálogo com estas questões.
UNA fala de trocar de pele, fala de uma nova condição de vida.

É sobre um corpo em transformação.

Criação e interpretação: Teresa Fabião
Vídeo: Luís Rosa Lopes
Sonoplastia: Cláudio Tavares
Iluminação: Luísa L´Abatte
Figurino: Patrícia Costa
Produção: Clara Charmel & Patrícia Dis
Design: Pedro Faria Cunha
Comunicação digital: Margarida Mata
Apoio dramatúrgico: Ronaldo Serruya & Luis Mestre
Apoio teatral: Luciano Amarelo
Registro e trailer: Carlos Dias Produções
Colaboradores [voz-off]: Celina, Isabel, Felipe Machado, Franco Fonseca, Luca Modesti, Paolo Gorgoni, Sónia Cardoso, Xan Marçal, Julie Dowling
Apoios: Fundação Gulbenkian, Fundação GDA, Estúdios Victor Cordon, CAMPUS Paulo Cunha e Silva / TMP / Rivoli

Circulação:

- Festival Mindelact l Novembro 2021 l Cabo Verde (estreia internacional)
- Teatro Municipal da Guarda l 2022 (coprodução)

CALOUSTE PRETO.png
EVC.png
Campus_.png
FUNDAÇÃO_GDA_LOGO_RGB POS.png